segunda-feira, 6 de junho de 2016

Pai

Pai. Não precisei ficar um oceano distante para reconhecer. Dos meus atos, inspiro-me em você. Eu sei, não consigo fazer com a mesma perfeição, Pai, Você tem lutas diárias, assim como eu. Preocupa-se, mas mantém um sorriso no rosto. Tem dentro de ti uma criança que não se perdeu. Torço muito, meu nobre pai, para construir-me com seus alicerces. Para caminhar bravamente como você. Torço, pai, para envelhecer como você. Um herói altivo que mora na minha realidade e nos meus sonhos. Uma mente recheada de luz.

Irmão

Relembro, irmão, Amanheceu pela primeira vez como um forte. Fincando boas memórias em nossos corações. Agora é homem feito. Espelho de bons atos. Leão, nessa selva de almas vazias. Batalhador. Único. Semente que brotou. Trago no peito orgulho de ti. Amo você, pois teu sangue também corre em mim. Menino de sonhos sem fim. Ainda vai muito conquistar. Não há limites para ti. Todo o mundo é o teu lugar. E certamente terá o mundo que quiser.

Mãe

Mãe. Tantas vezes que dormi em seu colo. Agora durmo no colo do mundo. Mas não conseguiria se você não tivesse se prestado a me ensinar. Mãe. Hoje aguento a luta. E luto, nem que os pedaços do tempo venham me arranhar. Mãe, você é mais que o doce da palavra. É pedaço vital do meu coração.