quinta-feira, 20 de outubro de 2011

CotiDIAno

O dia passa, o passarinho voa e se perde no ar.
As nuvens plúmbeas cruzam o céu cortando o anil.
A menina sentada no balanço se lamenta, pois está distante do amar.
Um senhor se queixa do mundo vil.
O cotidiano apresenta os mesmos personagens.
A rotina e suas intempéries.

2 comentários:

  1. e seus diálogos diários..
    Muito bom, Márcio!

    Juliana

    ResponderExcluir
  2. O mundo insiste em ir levando...


    Um abraço poeta!

    ResponderExcluir