segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Guerreiro

Para mim você é um guerreiro, que luta com a sua luz.
Um coração que bate.
Um sorriso que rebate.
Um abraço que acalenta e fortalece.
Uma esperança.
Uma semente de amor.

Lute bravamente.
Seja forte,
Seja veemente,
Seja flor nascida do concreto.
Porque não existe solo infértil na alma humana.
Somos poesia.
Somos candura.
Somos o que bem entendermos ser.

domingo, 13 de agosto de 2017

Medê

Me dê um pouco dessa angústia.
Deixa eu beber.
Assim esvazia-se mais rápido o copo.
Ameniza o teu ser.

Vem cá, olha a vida.
Passando como um trem ilimitado.
Outros vão,
Outros vem.
Em luz ou escuridão.

Põe um sorriso no rosto.
Dá a mão para mim.
Não te deixo caminhar errante.
Você não merece esse fim.

Vem cá.
Este coração que aqui bate.
Também bate por ti.
Também quer lhe ver viver.
E resplandecer como o amanhecer que tu mereces ser.

Porque não nascemos para ser pó.
Nascemos sim para ser universo.
E por isso eu vivo mergulhando em verso.
Para não esquecer o que vim fazer aqui.

sábado, 12 de agosto de 2017

Euquero

Sim, não quero menos que o céu.
Quero o sabor do mel.
E o canto dos sabiás.
Porque viver ao léu é se apagar.
É deixar de viver.
É emudecer.
Quando se tem muito para falar.

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Paraaalma

E a comida para a alma?
Amor.
Calor.
Candura.
Uma flor.
Uma poesia.
Olhos que brilham em sintonia.
Corações que retumbam o mais alto que se pode.
O infinito do céu.
O sol e a plenitude.