quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Achtung

Meu nome não importa. Ninguém me chama por ele há algum tempo. Nem sei a contagem dos anos. No entanto, me parece que hoje é sexta-feira. Por quê? Porque não vejo pessoas com seus passos nas ruas, só passas velhas ao chão, provavelmente estragadas. Porque o silêncio impera e eu intimidado prefiro ser também taciturno.

Ser.

Uma palavra pequena de dimensões interiores incomensuráveis. Queria estrelas no céu.

Eis a vez do pensamento abstrato.

4 comentários:

  1. Seu nome pode não ser pronunciado, mas deve estar guardado no pensamento de alguém...
    Se não tens as estrelas, tens a lua e o seu intenso brilhar...
    O pensamento abstrato significa mais do que se possa imaginar!

    Márcio, um enorme beijo!
    Saudades!

    ResponderExcluir
  2. Olá, antes de mais nada, parabéns pelo blog!
    E por acha-lo de muito bom gosto é que o/a convido a vir conhecer a proposta do meu Blog para você.

    Aguado sua visita!

    Forte abraço!

    Karina

    ResponderExcluir
  3. vc sabe ser 'denso' nas palavras...
    gosto disso.

    ResponderExcluir