segunda-feira, 26 de abril de 2010

Mutter

Embala meu sono,
me traz os melhores sonhos.
Leite que abunda do peito e me faz crescer,
forte, como o sol ao nascer.
E amanhece sempre no afago.
Desvanece qualquer ingratidão.
Mãe, teu colo me é como um perdão.

5 comentários:

  1. Minhas palavras se calaram, mas meu sentimento é de pura doçura!!!

    Lindo, lindo!!!
    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais linda...

    Doçura, Marcinho!

    Admiro-te deveras!!

    Um beijãoooooooooo enooooormeeee!!!!

    ResponderExcluir
  3. Que poema mais doce!

    =)

    Lindo...Ainda mais bonito do que aundo o li pela primeira vez, lá no meu bloguinho.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. "Mãe, só mãe sabe satisfazer"... já dizia um trecho de uma letra de música que fiz no início dos anos 90 e que eu nem bem cheguei a musicar.

    abs

    ResponderExcluir