sábado, 1 de janeiro de 2011

Previsões

E o ano passa e a barba cresce.
Esperanças envelhecem,
mas outras nascem soberbas.
Eu queria ser a espada encravada no peito da pútrida petulância.
Um dia serei.
Poderá ser até amanhã...

Um comentário:

  1. E vamos repetindo sempre os mesmos erros... Mas somos felizes assim...

    ResponderExcluir