segunda-feira, 7 de junho de 2010

Acróstico

Ar.
Morangos escarlates.
Ondas acalentadoras.
Risos intermináveis.

6 comentários:

  1. Vejo que seu poema tem um certo gosto secreto de morango.

    Acalentações
    Risos intermináveis.


    Nos últimos tempos foi um dos melhores ajetivos que já li sobre a palvara AMOR, que ficou precisamente no canto esquerdo do verso.

    No canto esquerdo do coração.


    Te abraço com cuidado.

    ResponderExcluir
  2. risos intermináveis, me faz lembrar você. (:

    ResponderExcluir
  3. Ficaram muito, muito bons mesmo. Esses versos.

    ResponderExcluir