quinta-feira, 4 de março de 2010

Você

Queria eu escrever belezas,
mas sem você aqui não há possibilidade.
Olho para o mar, para as estrelas,
tudo opaco.
Mesmo o pôr-do-sol não tem o tom alaranjado de outrora.
Cansei de pedir esmolas de abraços que nada se comparam ao seu.
Finquei a espada no chão de pedra.
Ao lado sentei.
Sonhei que é plausível ainda uma dança.
Encho-me de esperança quando vejo o amanhecer.

7 comentários:

  1. "Queria eu escrever belezas,
    mas sem você aqui não há possibilidade."

    *-*

    ResponderExcluir
  2. Porque o amanhecer é um novo dia, novas esperanças. Quem sabe nesse novo dia ela não entre por aquela porta e tudo volte a fazer sentido como antigamente.

    Mas isso pode não ocorrer, e aí você não vai fraquejar, mas sim, ter a paciência de um dia outra pessoa tomara aquele lugar e tudo fará sentido novamente, mas de forma diferente.

    abs Márcio

    ResponderExcluir
  3. Curti o blog, o das sátiras é muito bom.. as piadas são demais, mas você precisa de um cartoonista, haha.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Não há como fugir, até mesmo a solidão inspira coisas belas...

    ResponderExcluir